Gestão intuitiva de pessoas

Conheça a Gestão Intuitiva de Pessoas e como ela pode ajudar na Gestão Empresarial

Ao ter participado recentemente de um treinamento de liderança, deve ter ouvido o termo “Gestão Intuitiva de Pessoas” como uma das tendências contemporâneas da gestão empresarial. Esta expressão, utilizada por alguns autores contemporâneos, pode induzir a um erro de interpretação por estar fora de determinadas contextualizações que deem o seu real significado.

Para que entenda o termo e o que este procura representar, temos de conhecer o conceito contemporâneo de Hard-Skills e Soft-Skills.

Resumidamente:

Hard Skills – São habilidades que podem ser aprendidas e facilmente quantificadas. Habilidades de espectro técnico e tangíveis, que o indivíduo aprende na sala de aula com livros e apostilas ou ainda originadas pela experiência de trabalho. Elas são avaliadas durante os processos seletivos e comparadas com as dos outros candidatos.

Soft-Skills – São competências conceituais ou subjetivas e difíceis de avaliar. São conhecidas como people skills (habilidades com pessoas) ou interpersonal skills (habilidades interpessoais), porque elas estão relacionadas à sua forma de se relacionar e interagir com pessoas ou com as situações da vida. Também são consideradas Soft Skills especifidades complexas como intuição, resiliência, empatia, visão espacial etc…

Esta é a abordagem mais comum que você encontrará na maioria dos portfólios já maduros do treinamento empresarial contemporâneo.

 

A Gestão de Pessoas nas Organizações.

Gestão de Pessoas é o portfólio de disciplinas que se aplicam às estratégias para atrair, reter, potencializar e administrar o capital humano de uma organização. O Objetivo fundamental da Gestão de Pessoas é a formação de profissionais bem qualificados, conscientes e motivados para desempenhar as suas funções. Estas disciplinas envolvem os conhecimentos da administração de empresas & negócios e conhecimentos das ciências humanas (psicologia, sociologia, etc..).

Muito bem, a “Gestão Intuitiva de Pessoas” é o conceito empresarial que prevê todas as normas, procedimentos e fatores da administração de grandes equipes só que ao invés de priorizar as Hard Skills (técnicas) como um fator importante para a escolha do profissional, para contratação ou para uma promoção, também leva em conta (no mesmo nível de importância) as suas Soft Skills (conceituais).

Resumindo ainda mais o conceito: Não basta o acúmulo de conhecimento técnico (por melhor que seja) para uma organização tomar a decisão de contratação, ou promoção, de um profissional se ele não mostrar habilidades para lidar com grandes coletividades e com as complexidades dos relacionamentos humanos.

Quando os critérios de avaliação profissional preveem o equilíbrio entre as Hard Skills e Soft Skills do colaborador através de métodos específicos e compreendidos por todos, pode-se afirmar que este colaborador trabalha numa organização que possui uma “Gestão Intuitiva de Pessoas”.

Resumidamente este é o conceito contemporâneo.

 

Percepção das Organizações.

Isto aconteceu naturalmente nas organizações como consequência das transformações importantes que passamos nos últimos 50 anos de nossa história como a Globalização e a hiper-conexão entre pessoas e organizações. Há outros fatores secundários, mas estes são os mais próximos e tangíveis por todos os leitores.

O que todo curso de liderança contemporâneo deve lhe reportar é que a globalização e a hiper-conexão acabou por gerar um fenômeno de aproximação tecnológica entre diferentes sociedades. Ainda há diferenças tecnológicas entre nações, entretanto num grau menor do que há 50 anos. Isto fez com que os diferenciais competitivos baseados em dissonâncias tecnológicas perdessem parte do seu peso como fiel da balança da competitividade e novos diferenciais competitivos surgissem, são eles gestão e inovação.

Não somente a gestão de negócios e empresas, mas a gestão de pessoas e equipes. Não somente a Inovação tecnológica, mas a inovação para o uso inteligente de tecnologias disponíveis e a inovação nas formas como nos organizamos a agimos em coletividade.

Gestão e Inovação são nuances das nossas formas de organização que aproximam-se muito das Soft Skills. Não significa que o conhecimento não tenha sua influência sobre a questão da competitividade, porém significa que outros atores importantes entraram no cenário do desenvolvimento organizacional ao lado das Hard Skills e no mesmo grau de importância, as Soft Skills.

Fundamentalmente esta é a interpretação que deve dar ao ouvir o termo “Gestão Intuitiva de Pessoas” e poderá consultar mais detalhes sobre esta abordagem ao ler Peter Senge ou Robert Edward Freeman.

 

Bons Negócios.

autor: TraineBR
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • LinkedIn

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This