Por que investir em serviços?

O setor de serviços é um dos mais promissores – senão o mais promissor – para investidores de todos os perfis. Qualquer pessoa que visa iniciar um novo empreendimento no século XXI já deve pensar neste como um serviço e não apenas um simples produto. Tudo isso ocorre em paralelo ao avanço tecnológico e capacidade de conexão via internet, o que permite a formatação de modelos de negócio até então impensáveis, solucionando problemas reais de maneira prática e eficiente.

Por essa razão, cada vez mais a ideia de produto deixa de existir e assume uma abstração de seu conceito original. Aplicativos de mobilidade urbana como o Uber, por exemplo, transformaram carros particulares em serviço por meio da internet – ou seja, não é mais necessário adquirir o produto (carro) para usufruir de seus benefícios (locomoção, conforto, praticidade, etc.). Igualmente, cada vez mais é difundido o conceito SaaS (Software as a Service, ou Software como Serviço, em tradução literal), no qual o cliente paga pela utilização de um software e não pela aquisição de sua licença. Assim, o fornecedor é responsável pela estrutura para disponibilização do sistema e o cliente final tem maior flexibilidade para contratação de pacotes adequados à sua demanda. O app 2Audit, criado para que gestores possam acompanhar e avaliar o consumo de pacotes de dados dentro das empresas, é um exemplo de SaaS.

Apesar de ainda sofrer com os efeitos da crise econômica no Brasil, o setor de serviços é uma aposta de mercado relevante no médio prazo, considerando os índices de crescimento em períodos de estabilidade e projeções futuras. O crescimento nos dois últimos meses de 2017 (+1% e +1,5%, respectivamente) mostra o início de sua recuperação, o que tem reaquecido a economia nacional.

Neste cenário, ao qual se soma o alto nível de competição entre as empresas, os serviços voltados para o mercado B2B são destaque, inclusive pelas oportunidades derivadas de períodos de crise. A otimização de processos e gestão mais eficiente de recursos são necessidades latentes das corporações na busca por vantagens competitivas nos negócios. Por essa razão, diversas redes de franquias têm surgido como opção a investidores interessados em serviços B2B, mas que buscam pela expertise e suporte que apenas uma rede estruturada pode oferecer, minimizando os riscos de empreender. Este é o caso da WeAudit, empresa líder em auditoria telefônica no país, que possui um modelo de franquia altamente rentável.

Quer saber mais sobre como investir em uma rede de franquias? Baixe nosso e-book Guia Definitivo para Empreender com Franquias!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This