Como escolher a franquia ideal para investir

O franchising brasileiro segue aquecido e em constante crescimento, mesmo em tempos de austeridade econômica. Segundo levantamento da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor expandiu no 1º trimestre de 2018, com saldo positivo de quase 15.000 novas unidades franqueadas em relação ao mesmo período do ano passado. Em termos econômicos, foram movimentados R$ 38,7 bilhões, ou seja, um crescimento de 5,1% – muito acima dos 2,7% projetados para Produto Interno Bruto (PIB) no ano.

Em face de indicadores tão empolgantes, é natural que cada vez mais pessoas busquem o modelo de franquias para empreender. Apesar de ser uma ótima solução, especialmente para empreendedores de primeira viagem, é necessária muita pesquisa antes de decidir qual a marca ideal para investir.

O primeiro passo para isso é avaliar o seu próprio perfil: quais as suas competências, experiências, afinidades, expectativas e valores? Traçar esse mapa pessoal ajuda a descartar negócios que não tenham a ver com você. Vale lembrar que, apesar de adquirir o know-how e suporte da marca, sua bagagem própria também pesa muito no sucesso do negócio. Um pedagogo que sempre atuou dentro da sala de aula dificilmente terá o perfil ideal para gerir uma unidade de consultoria jurídica, por exemplo.

Passada a etapa anterior, é necessário estudar o mercado de atuação a fim de vislumbrar as melhores oportunidades de negócio. Saiba qual o perfil do público e quais produtos ou serviços foram pouco explorados na praça de interesse. Evite mercados saturados por muitos players, especialmente se eles já forem referência na área de atuação. É importante pesquisar as tendências de consumo futuras, como é o caso do setor de serviços, porém tomando cuidado com modismos, os quais são extremamente comuns, especialmente no segmento de alimentação (iogurterias, paleterias, etc.).

A partir daí, você terá uma ideia muito mais clara de quais são os negócios indicados para você. Faça uma pesquisa profunda dos segmentos e marcas, conversando com pessoas do ramo para avaliar melhor suas opções. Tenha clareza dos recursos financeiros que possui e quais as expectativas de faturamento, lucratividade e tempo de retorno do investimento, informações que poderão ser fornecidas pela franqueadora. Não esqueça que, além do capital inicial, é essencial uma reserva de capital de giro, garantindo fôlego à operação até o atingimento do ponto de equilíbrio.

Por fim, conheça detalhes do funcionamento do sistema de franquias e as leis que se aplicam a tal. Uma boa dica é ler o Guia Definitivo para Empreender com Franquias, que conta com informações fundamentais para quem pretende investir no setor. Além disso, verifique se a marca que você tem interesse é associada à ABF, o que garante maior segurança aos franqueados.

E então, preparado para abrir sua própria franquia?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This