Como evitar problemas de eficiência de rede?

A internet é, hoje, tão importante no ambiente corporativo quanto a energia elétrica: sem ela, quase nenhuma atividade pode ser feita.

Tendo a eficiência de rede na empresa em mente, montá-la requer um trabalho bem estruturado que considere a rapidez, a confiabilidade e a latência da conexão.

Como se trata de uma ferramenta fundamental para o trabalho, é importante evitar os erros comuns para não correr o risco de ficar sem acesso em momentos críticos. A gente conta como.

Planejamento

Pode parecer óbvio, mas o planejamento é talvez a etapa mais importante do processo. Um dos seus principais objetivos é reduzir erros, tanto durante a instalação de equipamentos quanto após a liberação das novas tecnologias para os usuários.

Políticas internas

Para que o projeto seja bem-sucedido, o analista de rede deve conhecer muito bem os procedimentos internos da companhia, suas projeções de crescimento e a importância da conexão de rede nesse contexto. Se não, corre-se o risco de criar uma estrutura que não atende às necessidades da organização. E aí virão retrabalhos e prejuízos.

Equipamentos e tecnologias

É preciso ter em mente que  a tecnologia e os equipamentos usados na empresa podem ser seu diferencial competitivo. É isso que vai permitir que a rede corporativa forneça conexão estável, escalável e com algum grau de confiabilidade.

Dimensionamento

As lentidões no sistema acontecem quando as vias de transmissão de dados estão congestionadas — isso mesmo, igual ao trânsito das grandes cidades. Com a rede de dados, a ideia é a mesma: se há mais dispositivos do que o previsto, ocorrem diminuição de velocidade, piora na qualidade das comunicações e perda de pacotes.

É preciso lembrar, ainda, que os dispositivos móveis estão em todos os lugares e que, se forem usados sem restrições (principalmente para atividades não relacionadas à empresa), podem causar prejuízos no acesso a serviços e servidores críticos. Nesse caso, a política de rede pode limitar ou bloquear o uso desses aparelhos.

Um bom planejamento deve considerar as projeções de crescimento da organização para que mais funcionários ou a contratação de mais serviços de computação em nuvem não afetem o desempenho da rede. A melhor opção, nesse caso, são as conexões de alta velocidade (como a fibra óptica), que têm alta escalabilidade e baixo custo de manutenção.

Fornecedores

Equipamentos de baixa qualidade (cabos, repetidores e demais itens de rede), muitas vezes, são responsáveis pela piora da qualidade das conexões e, consequentemente, pelo aumento da possibilidade de falhas.

Optar pela qualidade, portanto, é a melhor chance de evitar dores de cabeça futuras.

Redes sem fio

A popularização dos dispositivos móveis transformou as redes wireless em algo bastante comum no nosso cotidiano. Esse tipo de conexão é hoje rápido e confiável, e já substitui as redes cabeadas em muitas empresas. Confira algumas dicas para usufruir de toda a sua capacidade:

Roteador

Nas redes wireless, as ondas eletromagnéticas fazem a transferência de dados. E elas podem ser afetadas (e bloqueadas) por objetos triviais — como paredes de concreto, vidros, objetos de metal e água (em aquários e bebedouros, por exemplo). É fundamental considerá-los quando instalar o roteador.

É recomendável instalá-lo em um local central, para que todos os ambientes recebam o sinal adequadamente. Preferencialmente, deve ser mantido em local mais alto, sem obstruções ao redor. Dependendo do tamanho do lugar, é interessante usar repetidores, que ajudam a expandir a cobertura do sinal.

Interferência

Quanto pior o sinal da rede, mais ela é suscetível à perda de dados na transferência. Para amenizar isso, a velocidade é reduzida automaticamente quando o sinal piora.

A interferência, que contribui para essa degradação do sinal, acontece quando diferentes dispositivos (como os telefones sem fio e os micro-ondas) usam a mesma frequência juntos. Com várias ondas competindo entre si, a qualidade do sinal do roteador sai prejudicada e a transferência de dados é reduzida ou cortada.

É importante, ainda, manter o firmware do equipamento sempre atualizado (muitos fabricantes oferecem a atualização no próprio roteador).

Gostou deste post sobre eficiência de rede? Assine a nossa newsletter e fique sempre bem informado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This