Certificações para gestor de TI: conheça as 7 que você deve ter

O ramo da Tecnologia da Informação tem se mostrado como um dos mercados mais promissores na última década, tanto que os investimentos na área chegaram a triplicar nos últimos anos, chegando a empregar 7,6% da receita das empresas, de acordo com um estudo realizado pela Fundação Getúlio Vargas.

Além disso, o mercado do TI obteve um crescimento de aproximadamente 30% no ano anterior e atualmente emprega cerca de 1,3 milhão de profissionais. Interessante, não é mesmo?

Essa área tem buscado constantemente novos talentos e oferece novas oportunidades, por isso uma das tendências de TI é só continuar a crescer. Porém, somente a formação acadêmica pode não ser o suficiente para se desenvolver nesse mercado. Preocupar-se com as certificações em TI requisitadas pelas empresas contratantes é também importante.

Mas afinal, quais são as melhores certificações para gestor de TI para dar aquele “up” na carreira? Continue a sua leitura e saiba agora!

1. PMITS

O Project Management in IT Security, ou PMITs, é uma certificação que foi desenvolvida pelo EC-Council — criado para abordar questões de segurança da informação e ciberterrorismo logo após o mundialmente conhecido ataque de 11 de setembro.

Para conquistar o seu diploma em PMITS, o candidato deve explorar a complexidade envolvida na gestão de projetos de segurança em TI e reforçar suas habilidades no mesmo momento em que se adapta às exigências de implementação condizentes a cada empresa.

Para obter essa certificação, é exigida uma experiência de pelo menos dois anos em segurança da informação, além de formação na área (preferencialmente a partir do bacharelado).

Os candidatos à PMITS ainda podem integrar o programa de treinamento da EC-Council antes de realizarem o teste para praticar suas habilidades.

Dica: Saiba como utilizar a tecnologia na gestão de finanças

2. PMP

A PMP, sigla para Project Management Professional, é uma certificação fornecida pelo Project Management Institute, uma organização que trabalha com os setores acadêmico e corporativo.

Essa certificação é um tanto rigorosa e tem algumas exigências que você deve cumprir para poder se candidatar, como ter diploma de educação secundária e pelo menos 3 anos de experiência em gestão de projetos, ou educação de nível médio com pelo menos 5 anos de experiência na área.

Apesar de exigente e rigoroso, o teste é muito importante para os profissionais da área de TI, pois comprova que você possui as habilidades e o conhecimento necessário para gerir as três variáveis, tempo, custo e extensão — além de garantir excelentes oportunidades para empregos com salários mais altos!

3. CompTIA Security+

A CompTIA Security+ é uma excelente opção de certificação para os profissionais e gestores de TI, pois além de ser reconhecida internacionalmente (permitindo que você tenha um leque muito maior de oportunidades), o Security+ ainda se trata de um fornecedor neutro, abrindo as portas para você em qualquer segmento de empresa ou indústria.

Para obter essa certificação, é preciso ter pelo menos 2 anos de experiência com redes de tecnologia, com sua ênfase em segurança. O exame, porém, é bem simples: pode ser realizado em apenas 90 minutos e apenas 100 questões entre múltipla escolha e de desempenho.

Caem no teste da certificação diversos assuntos de várias áreas do conhecimento, como segurança da rede, ameaças e vulnerabilidades, criptografia, segurança do host e outras.

Dica: 5 dicas para contratar profissionais de TI de forma eficiente

4. CCIE

A Cisco Certified Internetwork Expert (CCIE) trata-se de uma das mais prestigiadas certificações em TI de todo o mercado. Aqueles profissionais que possuem a CCIE são considerados verdadeiros peritos em soluções Cisco.

Mas, para obter essa certificação tão relevante para o mercado, é preciso passar por um teste bem rigoroso, que envolve avaliação escrita e de laboratório.

O padrão da CCIE é considerado como referência para todo o mercado da TI, porém são menos de 1% dos profissionais da área que contam com essa certificação. Ou seja, se uma empresa procura por um profissional com essa especialidade, você não terá muita concorrência!

5. MCSE

A Microsoft Certified Solutions Expert, ou MCSE, está inclusa na demanda mundial. Existem diversas certificações MSCE que são focadas em determinadas áreas. Algumas dessas certificações são:

  • Business Intelligence;
  • Infraestrutura de servidor;
  • Infraestrutura de desktop;
  • Plataforma de dados;
  • Computação em nuvem privada;

Entre outras mais para você escolher e se certificar. Vale dizer ainda que, quanto mais certificações MCSE você tiver em seu currículo, melhor para você como profissional.

6. MCITP

A Microsoft Certified IT Professional, ou simplesmente MCITP, é um conjunto de certificações muito interessante para todo profissional de TI ter em seu currículo. Um lado muito positivo dessa certificação é que ela não exige uma educação continuada.

Além disso, essas certificações geram ótimas oportunidades para trabalhar com a administração de banco de dados, com a administração das mensagens corporativas e muito mais.

A MCITP é um conjunto das seguintes certificações:

  • Windows Client;
  • Windows Server;
  • Microsoft Share Point;
  • Microsoft SQL Server;
  • Microsoft Exchange Server;
  • Microsoft Lync.

Da mesma forma como ocorre com as certificações MCSE, recomenda-se que os profissionais obtenham o maior número possível de certificações MCITP para melhorar suas oportunidades de crescimento profissional.

Dica: Descubra por que você deve automatizar os processos de TI

7. RHCE

A Red Hat Certified Engineer (RHCE) é uma certificação que comprova que você domina as habilidades necessárias para se tornar um administrador de sistemas sênior.

Para ser um desses profissionais, é preciso ser capaz de implantar e migrar sistemas Red Hat Enterprise Linus para as empresas, além de possuir outras habilidades como:

  • Construir RPMs simples;
  • Configurar iniciadores ISCSI;
  • Configurar rotas estáticas, filtrar pacotes e traduzir endereços de rede;
  • Automatizar tarefas de manutenção do sistema através de shell script;
  • Configurar o sistema para fornecer serviços de rede (HTTP/HTTPS, FTP, NFS, SMTP, SSH e SMB).

Por mais que as empresas não listem nenhuma dessas certificações como requisito para o trabalho, todas elas são capazes de oferecer excelentes oportunidades para os profissionais de TI. Por isso, não perca mais tempo e comece a acumular algumas certificações para gestor de TI, nunca é tarde ou cedo demais para isso e você só terá a ganhar na sua carreira.

Então, gostou do nosso post? Quer conferir outros conteúdos como esse? Então assine a nossa newsletter e mantenha-se atualizado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This