empresa

Abrir um negócio sozinho ou ter uma sociedade?

Por Tiago Hungria

Quando temos um insight de abrir um negócio, sempre queremos colocar a mão na massa. Buscamos fazer de tudo na empresa, até mesmo aquelas funções que não conhecemos. Não porque nos achamos melhores que outros, nada disso. É pelo fato de não confiarmos plenamente em quem está ao nosso lado. Entretanto, isso é um erro comum.

Ao começar uma empresa, não delegar tarefas é ruim. Porque você quer abraçar o mundo, mas ao mesmo tempo não consegue fazer nada. Delegar é aquele tipo de “bicho-papão” escondido no armário da criança. Está impedindo o negócio de crescer e de você futuramente colher os frutos. É preciso formar colaboradores e também sócios.

O meu negócio

Eu mesmo aprendi da maneira mais difícil. Como gestor da WeAudit, quis dar start logo. Não pensei que eu poderia estar prejudicando a mim mesmo com tudo isso. Mas, eu parecia escorregar no gelo, porque me enrolava inteiro com contas, pagamentos. Demorei para aceitar que precisava formar um sócio. Entretanto, quando fiz, tudo clareou.

O lucro de minha empresa aumentou consideravelmente, coisa de três dígitos ao ano. Por que? Comecei a delegar tarefas a outros. Entendi que cada um desempenha melhor uma função em determinada área. Procuro levar um lema bem a sério: “Sozinho vou mais rápido, mas juntos vamos mais longe”. É essencial dividir as tarefas e delegá-las.

Ter sociedade significa uma pessoa de confiança ao seu lado. A chance de poder delegar tarefas e deixar que cada um tome conta de sua área. A saúde de uma empresa não depende da parte financeira, mas da qualidade de vida dos diretores e gestores. Você vai ver como a sua qualidade de vida vai aumentar quando passar a delegar tarefas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This