5 dicas para contratar profissionais de TI de forma eficiente

Diante de inúmeros recursos e dispositivos existentes na área de tecnologia, fica difícil, às vezes, avaliar o melhor candidato para uma vaga no setor de TI. O importante é ser capaz de analisar o que de fato é essencial para o cargo em questão e o que pode ser aprendido ao longo do tempo.

Para ajudar a descobrir a medida certa, separamos cinco dicas para contratar profissionais de TI de forma eficiente. Vamos lá!

1. Dedique um tempo à análise da vaga

Chegar na etapa de triagem de currículos sem que a descrição da vaga corresponda às reais demandas do cargo é um erro que pode colocar tudo a perder. Sem ter certeza dos conhecimentos necessários, bem como do grau de importância de cada item descrito, o recrutador corre o risco de contratar a pessoa errada. Logo, analise a vaga criteriosamente, tendo em mente a rotina de trabalho e as principais funções que serão desempenhadas.

2. Leve em conta a cultura da empresa

Além do conhecimento técnico, existe outro aspecto de extrema relevância para a escolha de um novo colaborador: a compatibilidade com a cultura organizacional.

É importante que o recrutador estabeleça quais são as características comportamentais e de personalidade mais relevantes para o cargo, sistematizando o que cada candidato tem a oferecer nesses aspectos. Assim, evita-se julgamentos subjetivos, de acordo com afinidades pessoais e morais.

3. Observe o engajamento do candidato

Um candidato pode ser tecnicamente eficiente, demonstrar aptidão para o cargo, ter características compatíveis com os objetivos da empresa e, mesmo assim, não ser a escolha ideal. De que forma? Bom, a motivação é um aspecto central. 

Em geral, o começo de uma trajetória tende a ser marcado por um grau de motivação superior, uma atitude engajada, pró-ativa, ou seja, aquela nítida vontade de fazer parte da empresa. Quando o candidato não demonstra esse grau de envolvimento, pode ser um sinal de que há algum descontentamento em relação a aspectos do cargo ou da empresa em si. Tal ponto deve ser considerado na hora de decidir.

4. Inclua uma etapa de testes no processo seletivo

Existem pessoas que não sabem demonstrar com tanta facilidade seus talentos e habilidades verbalmente. Tratando-se de um setor como o TI, é preciso avaliar a qualidade técnica dos candidatos, criando oportunidades diversas de demonstrarem suas aptidões. 

Assim como alguns processos seletivos incluem dinâmicas de grupo, redação ou questionários, podem ser realizados também exercícios com os programas que serão utilizados, bem como simulações de demandas recorrentes. 

5. Aposte em equipes plurais

É comum encontrar equipes com um mesmo padrão de perfil, composto geralmente por homens, com faixa etária próxima e formações semelhantes. Porém, atualmente, empresas de sucesso investem cada vez mais na diversidade. Além de demonstrar uma atitude comprometida com a realidade social, diversificar a equipe de TI se torna também uma vantagem competitiva em relação a outras empresas do setor. 

Equipes plurais atingem um público maior, possuem mais criatividade e riqueza intelectual. Portanto, não elimine um candidato com base em critérios como idade e gênero, por exemplo, que muitas vezes podem estar reproduzindo um pensamento tradicional que não se encaixa mais nas demandas atuais do mercado e do mundo. 

Esse conteúdo te ajudou a montar um processo seletivo para o TI da sua empresa? Deixe um comentário no post e compartilhe sua opinião sobre o assunto!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This